Avançar para o conteúdo principal

Visita a casa: como cuidar das suas plantas de interior

Não sabe como cuidar das suas plantas? Consulte este guia simples de alguém que começou agora a fazer jardinagem. Prepare-se para aumentar o seu conhecimento sobre plantas!

Plantas de interior, incluindo uma costela-de-adão (Monstera) e um lírio-da-paz, num lava-loiça com um regador com a pega em dourado e uma embalagem de fertilizante em cima da bancada.
Plantas de interior, incluindo uma costela-de-adão (Monstera) e um lírio-da-paz, num lava-loiça com um regador com a pega em dourado e uma embalagem de fertilizante em cima da bancada.

Alimente as suas plantas

A maioria das plantas prefere ser regada por baixo. Faça-o com regularidade, colocando-as sobre um pouco de água. “Eu dedico entre 30 minutos e uma hora por semana a cuidar das minhas plantas, pelo que não é muito tempo”, conta Cosima, que partilhou as suas dicas sobre os cuidados com as plantas quando visitámos o seu apartamento. Para que cresçam melhor, adicione fertilizante à sua rotina de rega, sobretudo durante a primavera/verão, que é a estação de crescimento.

Um banco em madeira e rota coberto com várias plantas em vasos, incluindo uma CALATHEA e uma MONSTERA.

Escolha a localização ideal

“Pela primeira vez neste verão, tive uma planta que adoeceu porque a deixei apanhar demasiado sol. Nem sabia que isso era possível!”, diz Cosima. Observe a posição da luz solar durante o dia em sua casa e escolha plantas adequadas aos pontos com mais ou menos exposição solar, aos níveis de humidade e à temperatura. E se uma planta adoecer?  “Normalmente é preciso podá-la, remover as partes que estão danificadas e ver se sobrevive”.

Regue com moderação

“A rega excessiva é o erro que quase todos cometemos. Certifique-se de que os seus vasos têm orifícios de drenagem para que não fique água acumulada e tente manter o solo húmido em vez de molhado. Quase todas as minhas plantas são muito fáceis de cuidar. A única que necessita de muita atenção é a Calathea. Tenho de a borrifar três vezes por dia para a manter húmida.”

“As plantas fazem a diferença em casa, sinto-me bem quando as vejo. A disposição das plantas em grupos cria um maior impacto. Pense além dos parapeitos das janelas: transforme os bancos e os cantos em expositores que dão vida a qualquer sala.”

Cosima

Comece pelas variedades mais fáceis de cuidar

“Nem sempre tive jeito para jardinagem”, diz Cosima. “Comecei a cuidar das minhas plantas há dois anos. A minha primeira planta era dos meus pais e quase morreu quando mudámos de casa. Então decidi que tinha de aprender a cuidar das plantas. Tenho aprendido imenso! Os clorófitos crescem bem e são fáceis de cuidar. Os nossos têm rebentos que posso replantar”. As suculentas, os clorófitos e lírios-da-paz também são ideais para principiantes.

Multiplique as suas plantas

As estacas são uma forma gratuita de aumentar a sua coleção de plantas. “Há várias formas de cortar estacas. O método depende da planta. No caso de plantas como a jiboia-verde, se observarmos os caules, vemos pequenos nódulos, uma espécie de juntas! As estacas têm de ter um nódulo, por isso corto um pouco do caule logo acima do nódulo e retiro as folhas de baixo. Depois, basta pôr em água”.

Ajude as estacas a ganhar raízes

“Coloque a sua estaca em água para poder criar raízes. Basta colocar em água, não precisa de adicionar mais nada. Mas mude a água a cada dois ou três dias para não ficar estagnada. Quando as raízes aparecerem, plante a estaca em terra (não a coloque num vaso demasiado grande). Compre terra especial para vasos, porque a terra normal é demasiado rica em nutrientes e acaba por queimar as raízes dos rebentos”.

“A planta jiboia-verde é a planta ideal para principiantes, porque é muito fácil de cuidar. Tenho várias. Dão-se muito bem nas casas de banho, porque não precisam de muita luz.”

Cosima

Crie as condições ideais para o cultivo

“O mais importante na replantação é não utilizar um vaso demasiado grande. Escolha um apenas um tamanho acima. Retiro cuidadosamente a planta do vaso antigo e retiro um pouco de terra. Numa tigela, misturo uma parte de terra com uma parte de gravilha. É uma mistura não muito densa, por isso as raízes da planta têm espaço para crescer e a água não fica acumulada”.

Uma mulher separa cuidadosamente o caule e as raízes de uma suculenta para criar duas plantas que serão replantadas em vasos de barro.

Dividir e multiplicar

Outra forma de propagar as suas plantas é dividi-las – literalmente separar a raiz da coroa. “Remova a planta do vaso com cuidado e retire a maior parte da terra para conseguir ver as raízes. A seguir, divida cuidadosamente ao meio e coloque cada uma num vaso próprio. Com os dedos, plante-a na mistura de terra com cuidado para não compactar a terra”.

Uma mulher vestida com uma t-shirt e umas calças de ganga, a descansar num assento à janela com almofadas e um cortinado em branco, a ler um livro.

    Adoramos quando os nossos clientes dão asas à imaginação com os nossos produtos. Por isso, força! No entanto, lembre-se de que a alteração ou a modificação de produtos IKEA de forma a que estes já não possam ser revendidos ou utilizados para a sua finalidade original significa que perderá as garantias comerciais da IKEA e o seu direito de devolução dos produtos.