Avançar para o conteúdo principal

Os frutos saborosos do cultivo em casa

Cultivar plantas é uma alegria por si só. Se forem comestíveis, melhor ainda. Pode então, literalmente, guardar o melhor para último. Veja como pode colher, saborear e partilhar os seus vegetais cultivados em casa.

Uma mesa de pequeno-almoço com diferentes tipos de pão, um vaso de flores e uma taça com verduras coloridas.
Uma mesa de pequeno-almoço com diferentes tipos de pão, um vaso de flores e uma taça com verduras coloridas.

Depois de plantar e cuidar, chega o momento de colher

Recentemente, vimos de perto os efeitos positivos do cultivo em casa. Primeiro, os aspetos táteis de semear e plantar, depois o bem-estar derivado de cuidar das plantas e de vê-las a germinar (ligações para ambos em baixo). Se optou por plantas comestíveis, chegou a altura de colher os benefícios.

Muitas plantas, incluindo o cebolinho e o tomate, são ideais para colher a pouco e pouco (corte ao nível dos rebentos para adiar o florescimento e assim prolongar a época). É como dar um toque de frescura e verdura a uma refeição por dia.

Pendure as ervas aromáticas para secarem

Cultivar ervas aromáticas é um dom continuamente retribuído. Além de serem usadas frescas, muitas são perfeitas para secar. Duram mais tempo assim e concentram o sabor – e conseguem transformar cabides comuns em objetos bonitos.

Conservar e proteger

Seja ou não uma tendência culinária, a prática de conservar em pickles é antiga, muito fácil e deliciosa. Coloque o que pretende guardar durante mais tempo num recipiente e encha-o com líquido para pickles. Voilà, beleza e sabor servidos num frasco.

Quanto mais sentidos, melhor

Aproveite a oportunidade para partilhar a sua colheita. Serem uma colheita sua é um bónus para a experiência, por isso, porque não convida outros para se juntarem a si? Enquanto isso, desperte tantos sentidos quanto possível - preparação da mesa, flores (comestíveis), entre outros.

Adoramos quando os nossos clientes dão asas à imaginação com os nossos produtos. Por isso, força! No entanto, lembre-se de que a alteração ou a modificação de produtos IKEA de forma a que estes já não possam ser revendidos ou utilizados para a sua finalidade original significa que perderá as garantias comerciais da IKEA e o seu direito de devolução dos produtos.

Realizado por
Designer de interiores: Elin Stierna
Fotografia: Fredrik Sweger
Texto: Henrik Annemark